Caso não consiga visualizar esta mensagem corretamente clique aqui .
NOVIDADES MARÇO 2010
As palavras de Martin Luther King é um livro para não sair da sua cabeceira, com trechos emocionantes de seus principais discursos. Veja foto de King, confira datas marcantes de sua vida e leia frases do líder. O testemunho de um dos raros sobreviventes do terrível campo de extermínio de Treblinka. Entenda os horrores vividos por Chil Rajchman, autor de Eu sou o último judeu. Leia matérias sobre o livro e consulte a cronologia resumida dessa história.
 
Uma tese ousada sobre a história econômica do mundo. Leia matéria no The New York Times sobre Falsa economia, de Alan Beattie, e confira alguns polêmicos trechos desse livro. Pilar já viajou o mundo e conta agora em seu diário sua aventura pela Grécia, onde vive grandes momentos ao lado de personagens da mitologia grega. Leia entrevista com Flávia Lins e Silva, autora de Diário de Pilar na Grécia, e acompanhe o blog da Pilar!
LANÇAMENTOS

Martin Luther King liderou uma revolução que mudou para sempre os Estados Unidos e se estendeu por todo o mundo, tornando-se símbolo da luta pela igualdade e pela paz. Foi a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, em 1964, alguns anos do seu assassinato. Essa luxuosa edição com capa dura reúne os trechos mais marcantes de seus discursos, sermões e livros, divididos em temas como racismo, paz, fé e religião, justiça e liberdade. Suas palavras são exemplos vivos de coragem, fé e integridade – uma fonte de inspiração que renova nossa crença no homem e nos ajuda a ver o mundo de forma mais humana e solidária. Um livro para não sair da sua cabeceira.



MARTIN LUTHER KING
(1929-68) foi um dos mais importantes líderes da luta pelos direitos civis, sobretudo para negros e mulheres nos Estados Unidos e no mundo. Membro da Igreja Batista, defendia a não violência e o amor ao próximo.

LEIA TAMBÉM:

Um apelo à consciência
Os melhores discursos de Martin Luther King
Martin Luther King
184pp, R$36

   

Nenhum campo de extermínio foi tão eficiente e metódico no assassinato em massa quanto Treblinka. Lá, cerca de 750 mil judeus foram mortos. Apenas 57 sobreviveram. Chil Rajchman foi um deles. Por dez meses, sobreviveu ao absoluto terror. Carregou cadáveres em decomposição. Testemunhou suicídios, empalamentos, centenas de execuções. Foi chicoteado diariamente, teve tifo, sarna. Em agosto de 1943, Chil e outros prisioneiros conseguiram pôr em prática um plano de revolta. Ele foi um dos últimos judeus a escapar de Treblinka. Seu relato avassalador e detalhado, escrito ainda durante a guerra e até agora inédito, vem a público acompanhado por fotografias, mapas e a planta do campo de extermínio. Um importante testemunho do que preferíamos esquecer, mas não devemos.

CHIL RAJCHMAN(1914-2004) casou-se após a guerra, com Lila, com quem teve três filhos. Em 1946, trocou a Polônia pelo Uruguai, onde viveu até a morte. Testemunhou em vários processos contra ex-oficiais da SS nazista.

MAIS SOBRE O TEMA:

Inverno na manhã
Uma jovem no gueto de Varsóvia
Janina Bauman
236pp, R$44, ilustrado

Mestres da morte
A invenção do Holocausto pela SS nazista
Richard Rhodes
368pp, R$69, ilustrado


Um dos mais conceituados jornalistas econômicos da atualidade, Alan Beattie afirma que o mundo tem reproduzido uma falácia de pensamento – uma falsa economia – ao considerar que o estágio de desenvolvimento de um país é inevitável, a ponto de ele estar predestinado a ser pobre ou rico. Para o autor, “a história não é determinada pelo destino, pela religião, pela geologia, pela hidrologia ou pela cultura nacional. É determinada pelas pessoas”.

Para comprovar sua tese, apresenta nove variáveis relevantes para o desenvolvimento de uma nação, demonstrando-as em casos emblemáticos, como os de Argentina e Estados Unidos. No século XIX os dois países estavam entre as dez maiores economias do mundo, mas diferentes decisões fizeram com que trilhassem caminhos opostos. Uma tese ousada e que vai fazer você mudar a forma de ver a história econômica do mundo.

“Cada capítulo é uma tentativa do autor para desmascarar o que
ele considera serem ‘mitos fatalistas’ sobre a economia de diferentes
países e sociedades.”
The New York Times

“A análise instigante de Bettie mostra como os fatos podem nos
levar a mudanças. Dê às pessoas os fatos e elas farão a coisa certa.”

Bono, vocalista da banda U2

ALAN BEATTIE é jornalista do Financial Times há mais de dez anos e editor da área de comércio internacional desde 2004. Trabalhou no Banco da Inglaterra antes de se dedicar ao jornalismo.

 

LEIA TAMBÉM:

Capitalismo global
História econômica e política do século XX
Jeffry A. Frieden
576pp, R$74

Introdução às relações internacionais
Teorias e abordagens
Robert Jackson e Georg Sørensen
448pp, R$63


Vinte e quatro horas após o assassinato de Martin Luther King, James Brown fez o que sabia de melhor: pegou o microfone e foi à luta. Embora o clima estivesse quente em Boston – com inúmeros focos de revolta contra a morte do líder pacifista negro –, o cantor insistiu em subir ao palco, tentando acalmar os ânimos na cidade. O saldo daquele dia, nos Estados Unidos, foi de mais de 40 mortos, centenas de feridos e 20 mil presos. Mas, na capital de Massachusetts, cenário de históricas disputas raciais, James Brown soube fazer prevalecer a paz, em um show corajoso e eletrizante.

Centrado nesse concerto inesquecível, o livro reconstrói a vida e a carreira do pioneiro do funk nos Estados Unidos, com destaque para uma faceta pouco conhecida: a relação entre Brown, o movimento pelos direitos humanos e as lideranças negras naquele período conturbado da história americana.

JAMES SULLIVAN assina uma coluna no Boston Globe e colabora regularmente no San Francisco Chronicle e na Rolling Stone. Crítico da cultura e da música pop, também é autor do livro Jeans.



Que tal embarcar para a Grécia numa rede mágica? Junto com Pilar e seus amigos, você descobrirá o fascinante mundo da mitologia, repleto de deuses e heróis. Conhecerá o lado mais inesperado de Zeus, Hércules, Orfeu, e chegará ao Olimpo montado em Pégaso, um cavalo alado. Nessa viagem por mitos e lendas, Pilar descobre alguns dos maiores mistérios da vida e anota tudo em seu diário, onde inclui mapa da região, listas com as características dos fantásticos seres que encontra e até a pronúncia de certas palavras gregas. Bem-vindo ao diário de Pilar!

FLÁVIA LINS E SILVA escreve roteiros para cinema e televisão. É autora de mais de dez livros infantis, entre eles O estranho Bicho Zim e Com certeza muitas dúvidas, lançados pela Zahar. Sempre que pode, está de malas prontas para uma nova aventura.
JOANA PENNA
estudou design e ilustração em Barcelona. Tem ilustrações publicadas em 13 livros e também adora viajar.


A folia de Pilar na Bahia
132pp, R$ 39,90, ilustrado

As peripécias de Pilar na Grécia
104pp, R$34, ilustrado

O agito de Pilar no Egito
136pp, R$36, ilustrado
Mais vendidos: Fevereiro 2010
1. Alice
Lewis Carroll
6. Porque as coisas caem?
Alexandre Cherman e Bruno Rainho Mendonça
2. O andar do bêbado
Leonard Mlodinow
7. Os botões de Napoleão
Penny le Couteur e Jay Burreson
3. Cultura: Um conceito antropológico
Roque de Barros Laraia
8. Iniciação à história da filosofia
Danilo Marcondes
4. Amor líquido
Zygmunt Bauman
9. Almanaque das curiosidades matemáticas
Ian Stewart
5. O livro dos números
Peter Bentley
10. Aprendendo a pensar com a sociologia
Zygmunt Bauman e Tim May
Zahar na Imprensa: alguns destaques (clique para ler as matérias na íntegra)
Zygmunt Bauman e Tim May
Uma viagem salteada pela culinária chinesa
Jen Lin-Liu
Aventuras de Alice no País das Maravilhas & Através do espelho e o que Alice encontrou por lá
Lewis Carroll
Eventos

Corpo, imagem e representação
Viviane Matesco
16/3/2010 - Terça feira
19:30h - Noite de autógrafos

Livraria da Travessa
Rua Visconde Pirajá 572 - Ipanema - Rio de Janeiro/RJ

Caso não queira mais receber nosso informativo,
simplesmente responda a esta mensagem indicando no assunto REMOVER
ZAHAR    Tel.: (21)2108-0808 / Fax: (21)2108-0809    editora@zahar.com.br    ©2008