Livros  >>  Literatura









Compre na Cultura
Compre na Saraiva
Compre na Livraria da Travessa

Detalhes:
Coleção Clássicos Zahar – Edições Comentadas e Ilustradas

Brochura
16 x 23 cm
248pp
Ilustrado
R$ 44,90

Data de Lançamento:
29/4/2011

1ª edição

ISBN:
978-85-378-0523-7

Tradução:
Maria Luiza X. de A. Borges

Edição e notas:
Leslie S. Klinger, com pesquisa adicional de Janet Byrne e Patricia J. Chui


Outras áreas: Administração
Artes
Biografias
Ciência
Ciências Sociais
Cinema
Coleções
Coleções de Bolso
Comunicação
Dicionários
Economia
Educação
Filosofia
Gastronomia
Geografia
História
História em Quadrinhos
Infantil
Juvenil
Letras
LITERATURA
Música
Policial
Política
Psicanálise
Psicologia
Teatro
TV
Variedades
O Vale do Medo
Sherlock Holmes – Edição Comentada e Ilustrada, vol. 9 (romance)
O romance policial e a cidade ao longo da história.

O romance policial e a cidade
Por Renata Magdaleno

O romance policial nasce, no século XIX, estimulado pelo surgimento das grandes metrópoles. É o momento em que a multidão ganha as ruas; surgem os periódicos de grande circulação; a violência começa a aparecer com freqüência nas páginas dos jornais e o outro não é mais apenas um vizinho amistoso, mas é visto, muitas vezes, como um mistério perigoso e ameaçador. Temas como estes já estavam presentes nos primeiros contos policiais de que se tem notícia, escritos por Edgard Allan Poe: “Assassinatos na rua Morgue” (1841), “O mistério de Marie Rogêt” (1842) e “A carta roubada” (1845).
O escritor criou o primeiro detetive da história: Auguste Dupin. O leitor pouco sabe de sua personalidade, mas pode encontrar em suas tramas informações sobre o tempo em que vive, com a decadência da aristocracia e o crescimento da burguesia, e as transformações que a vida nos grandes centros urbanos sofria, com o crescimento das cidades e do número de seus habitantes. Esses primeiros romances ficaram conhecidos como clássicos, dedutivos ou de enigma. Um detetive brilhante, totalmente racional, como Dupin ou Sherlock Holmes, por exemplo, desvenda uma trama e a história está centrada justamente na dissolução desse mistério. O papel do detetive é restabelecer a ordem e controlar o caos no qual a cidade ameaça se transformar.
Ao longo da história as narrativas policiais foram acompanhando a mudança da vida nas grandes cidades, já que elas sempre foram o principal cenário das tramas de mistério. O detetive dedutivo não pode mais sobreviver numa sociedade onde não existe uma verdade absoluta explicada pela razão. O romance negro, inaugurado por Dashiell Hammett, nos Estados Unidos, em 1925, num momento de depressão mundial e em que o país estava à beira de uma grande crise econômica, é criado num momento em que as certezas passam a ser subjetivas, devido a uma série de questionamentos e ideologias que surgiram no início do século XX. O gênero refletiu estas transformações e o noir trabalha com uma cidade movida pelo dinheiro. O detetive mergulha numa metrópole sem esperanças, cheia de enigmas indecifráveis e suspeitos por toda parte. Não existem fronteiras delimitadas e definidas que estabeleçam o que é certo ou errado. Os conceitos se misturam e variam de acordo com a situação.
O policial conquistou uma legião de fãs pelo mundo, atraídos por histórias dedutivas de escritores que se tornaram célebres, como Agatha Cristie e Conan Doyle, e por romances negros de autores como Dashiell Hammett. No fim do século XX, o gênero aparece repaginando. Os traços da narrativa dedutiva, inaugurada por Poe, ou do romance noir continuam presentes, mas, muitas vezes, servem apenas de pretexto para questionar a sua própria legitimidade. Não há mais regras rígidas de estilo a serem seguidas.
O policial contemporâneo usa, portanto, elementos dos textos clássicos e do noir para levantar reflexões. A narrativa questiona as certezas construídas pelos romances de enigma com o intuito de colocar em dúvida a própria existência de uma verdade absoluta na atualidade. Nas páginas dos policiais contemporâneos os fatos passam a dar lugar às interpretações. A certeza deixa de ser verdade e passa a ser considerada uma versão, construída a partir de um certo ponto de vista.
PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
LINKS
> Consulte o quadro cronológico com a vida e a época de Sherlock Holmes.

> > Disposto a pesquisar sobre Sherlock Holmes e Arthur Conan Doyle na internet? Conheça uma lista de endereços sobre a obra.

> Visite o site de Leslie S. Klinger e saiba mais detalhes sobre essa série.

> Conheça as sociedades sherlockianas em funcionamento no mundo.

CONFIRA TAMBÉM!
> Esse é o último volume da série! Saiba detalhes da coleção.

> Saiba qual é a história de Sherlock Holmes preferida de Leslie S. Klinger.

> Quando estréia o próximo filme de Sherlock Holmes no cinema? Descubra!

> O romance policial e a cidade ao longo da história. Conheça a relação.

> Veja curiosidades sobre essa obra.

ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007