Livros  >>  Política

Kissinger e o Brasil
> Intenções: Estados Unidos e Brasil

O lado americano:

As intenções de Kissinger não se deviam a um apego particular pelo Brasil, mas ao cálculo de que esse poderia partilhar alguns dos elevados custos para manter a ordem internacional concebida pelos EUA. Essa política fazia parte de um plano mais amplo de delegação de poder e responsabilidades a grandes potências regionais. Além de escolher o Brasil na América Latina, Kissinger selecionou o Irã, no Oriente Médio; a Indonésia, na Ásia, e a África do Sul, no continente africano. Também com eles as tentativas de parceria fracassaram.

O lado brasileiro:

A lógica da ditadura não era seguir Kissinger a reboque. Ao contrário, o objetivo era aproveitar a abertura da Casa Branca para fortalecer o regime, acelerar o projeto conservador de modernização e arrancar concessões comerciais.O objetivo de Brasília era utilizar a retórica da parceria para mitigar o poder americano sobre o Brasil e convencer as grandes potências de que o país merecia status especial nas relações internacionais.
PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
LINKS
> Saiba mais sobre o autor. Veja seu Currículo Lattes.

> Visite o site do autor.

> Conheça artigos do autor.

> Veja um vídeo com entrevista com o autor para a Globonews sobre Barak Obama..

CONFIRA TAMBÉM!
> Leia o perfil de Kissinger.

> Leia o perfil de Silveira.

> Leia a história de como nasceu esse livro.

> Conheça as intenções de Estados Unidos e Brasil nessa parceria.

> Saiba quem eram os protagonistas dessa história.

> Saiba como ficou a relação na década seguinte: 1980.

> Leia entrevista com o autor.

ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007