Livros  >>  Psicanálise

A estranheza da psicanálise
A Escola de Lacan e seus analistas
SINOPSE

“Não há formação do analista; há formação do inconsciente”, dizia Lacan, para ressaltar que a necessidade de aprendizado e de prestação de contas por parte do psicanalista existe, mas ela é individual e não pode ser padronizada por leis. Numa época em que se discute a possível regulamentação, pelo Estado, da prática profissional do analista, essa afirmativa mostra o quanto é essencial um retorno aos fundamentos da Escola de Lacan.

Mostrando a articulação entre teoria, clínica, instituição e política, Quinet examina em profundidade a conjunção entre a análise e o ensino. Nesse percurso, descreve e comenta o projeto original de Lacan ao fundar a Escola Freudiana de Paris, em 1964; detalha as causas de sua dissolução em 1980 e as consequências da pluralização de escolas de psicanálise em todo o mundo.
PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
LINKS
> Assista a uma entrevista com Antonio Quinet sobre teatro.

> Leia a biografia de Lacan.

CONFIRA TAMBÉM!
> Seleção de trechos! Leia alguns dos destaques desse livro.

ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007