Livros  >>  Literatura

Shakespeare e a economia
SINOPSE

"Shakespeare jamais pensou a economia tal como a encaramos hoje; porém retrarou sua presença em todos os seus mundos imaginários. Com Franco e Farnam, essa aguda observação toma forma clara e fascinantes." Barbara Heliodora

Shakespeare, um empresário milionário do ramo do entretenimento de massa? Gustavo Franco e Henry Farnam abordam aqui o tema de diferentes formas. Visões complementares que revelam uma nova e interessante faceta da vida e obra do bardo.

A economia de Shakespeare

Franco, num ensaio atual, fala da economia do teatro, da linguagem e das companhias teatrais, sua organização e seus resultados financeiros, além de surpreender o leitor com cálculos que mostram como Shakespeare era dono de uma fortuna considerável.

A economia em Shakespeare

Farnam, em texto de 1931, discorre sobre a economia no interior das peças, numa mescla de situações que compõem um interessante painel sobre o surgimento do capitalismo.

> Assista a matéria exibida na GloboNews sobre esse livro.



> No programa Conta Corrente, Guto Abranches entrevista Gustavo Franco sobre Shakespeare.

PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
LINKS
> Informações sobre Shakespeare e artigos sobre sua obra e época no Internet Shakespeare Editions, da University of Victoria, Canadá.

> Conheça a obra de Shakespeare.

> Saiba mais sobre Gustavo Franco. Visite seu site.

CONFIRA TAMBÉM!
> Por que ler esse livro? Leia a opinião de Barbara Heliodora, crítica especializada na obra de Shakespeare.

> Leia texto de Henry W. Farnam sobre a importância da economia na obra de Shakespeare.

> Leia entrevista com Gustavo Franco.

ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007