Livros  >>  Cinema









Compre na Cultura
Compre na Saraiva
Compre no Submarino
Compre na Livraria da Travessa

Detalhes:
Brochura
17 x 24 cm
208pp
ilustrado
R$ 49,90

Data de Lançamento:
23/3/2004

ISBN:
978-85-7110-769-4

Prefácio:
João Moreira Salles

Ilustrado com fotos e seqüências de cenas


Outras áreas: Administração
Artes
Biografias
Ciência
Ciências Sociais
Cinema
Coleções
Coleções de Bolso
Comunicação
Dicionários
Economia
Educação
Filosofia
Gastronomia
Geografia
História
História em Quadrinhos
Infantil
Juvenil
Letras
Literatura
Música
Policial
Política
Psicanálise
Psicologia
Teatro
TV
Variedades
O Documentário de Eduardo Coutinho
Televisão, cinema e vídeo
CLIPPING
"Que o maior documentarista brasileiro em atividade merecia um livro disposto a radiografar e interpretar uma obra que transformou-se em influência decisiva para cineastas da nova geração, não há muito o que discutir. O projeto de Consuelo Lins, porém é mais ambicioso que isso."
Tiago Faria, Correio Braziliense, 2/4/2004

"Consuelo Lins escreveu um livro que não tem o mesmo tom, do começo ao fim. Até Santo Forte, de 1999, sua abordagem é analítica. A partir daquele filme, ela estabeleceu uma relação de trabalho e um convívio mais pessoal com o diretor e isso lhe possibilita experimentar de outra maneira sua prática cinematográfica."
Luiz Carlos Merten, Estado de São Paulo, 3/4/2004

"...É um mergulho em profundidade no método e na linguagem do cineasta."
José Geraldo Couto, Folha de São Paulo, 3/4/2004

"A pesquisa de Consuelo é a mais completa já realizada sobre o cineasta."
Marcelo Moutinho, O Globo, 3/4/2004

"Ela conseguiu algo pouco comum no cenário acadêmico: escreveu como quem filma um documentário. Melhor ainda: como quem faz um documentário ao estilo de Eduardo Coutinho, mostrando tanto paixão quanto razão, sem esconder o trabalho, a inteligência e o risco da empreitada."
João Paulo, Estado de Minas, 17/4/2004

"Com uma fundamentada reflexão teórica, o livro tem a vantagem de ter sido escrito por uma colaboradora ativa de Coutinho em duas produções: Santo Forte e Babilônia 2000, nas quais Consuelo pôde conhecer e vivenciar a obra do documentarista."
Diário do Nordeste, 17/4/2004

"A escrita fluída de Consuelo é particularmente prazerosa quando revela as opções éticas e estéticas da obra de Coutinho, já impressas no período nascente de seus trabalhos documentais."
Luiz Joaquim, Folha de Permanbuco, 11/5/2004

"Em O documentário de Eduardo Coutinho – Televisão, cinema e vídeo, a também documentarista Consuelo Lins combina sua sólida formação crítica e a experiência de colaboradora de Coutinho na mais completa e arguta análise da trajetória do diretor de Edificio Master."
Amir Labaki, Valor Econômico, 21, 22 e 23/5/2004

PESQUISE NO CONTEÚDO DESTE LIVRO
powered by Google
ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007