Livros  >>  Cinema









Detalhes:
ESGOTADO E
FORA DE
CATÁLOGO


Brochura
15,6 x 23 cm
168pp
ilustrado
R$ 44,00

Data de Lançamento:
28/6/2005

ISBN:
85-7110-859-5

Tradução:
Vera Ribeiro

Preparação de texto: Angela Ramalho Vianna


Outras áreas: Administração
Artes
Biografias
Ciência
Ciências Sociais
Cinema
Coleções
Coleções de Bolso
Comunicação
Dicionários
Economia
Educação
Filosofia
Gastronomia
Geografia
História
História em Quadrinhos
Infantil
Juvenil
Letras
Literatura
Música
Policial
Política
Psicanálise
Psicologia
Teatro
TV
Variedades
Kafka vai ao cinema
SINOPSE

Que tipo de filme fazia Kafka chorar? Como suas idas ao cinema influenciavam seus escritos? Que relações existem entre os filmes que assistia e as emoções que pautavam sua vida?
Em um dedicado trabalho detetivesco, o autor recolhe os indícios da paixão de Kafka pelo cinema em cartas, diários e outros escritos não-ficcionais. Comparando as anotações encontradas com anúncios da imprensa cotidiana, Zischler nos oferece a primeira interpretação da vida de Kafka como cinéfilo.
O resultado é uma visão cativante de um escritor espirituoso e apaixonado, que descobriu e usou o cinema como lugar de prazer e fuga, um meio de contato ambivalente com a vida moderna.
O livro inclui raras fotografias de cenas, cartazes, jornais e salas de cinema. Evoca de maneira mágica os primeiros tempos da nova arte e oferece detalhes esclarecedores sobre Kafka como ser humano, compondo uma visão do mundo culto europeu do início do século XX.

“Um projeto lindo e doido que faz com que o leitor salte e rodopie dentro de uma das mentes mais originais do século XX. O livro de Zischler é uma pedra preciosa.”
Paul Auster

“Uma vigorosa perspectiva sobre a vida de Kafka... um olhar acurado sobre uma era deslumbrante da história do cinema. Particularmente interessante para estudiosos e aficcionados do cinema.”
Library Journal

“O trabalho detetivesco de Zischler é impressionante ... É sedutora a idéia de que o cinema constituía um lugar em que Kafka podia se abandonar à volúpia de solidão inconsciente, como também encantador é pensar que ele encontrava no cinema um bem merecido descanso de seus pesadelos imaginários.”
The New Yorker

PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007