Livros  >>  Cinema

Oréstia
Agamêmnon, Coéforas, Eumênides
SINOPSE

Aurora do teatro moderno, a tragédia grega, profundamente ligada a cultos e tradições, é também um reflexo da vida pública do período clássico. Numa época em que o conservadorismo religioso se misturava a idéias inovadoras, o teatro só podia refletir tais ambigüidades e tensões.
Verdadeira antologia das principais obras que nos ficaram de Ésquilo, Sófocles e Eurípides, os volumes de A Tragédia Grega são traduzidos diretamente do original pelo eminente helenista Mário da Gama Kury.

Neste segundo volume da série, é apresentada a edição conjunta das três peças que formam a trilogia Oréstia, do filósofo Ésquilo. As notas e a introdução do tradutor fornecem argumentos e antecedendentes de cada peça, dando ao leitor o embasamento necessário para leitura do volume.
"Agamêmnon" baseia-se na volta vitoriosa do herói à Argos, após ter vencido a guerra de Tróia e vingado a honra de seu irmão Menelau, marido de Helena, que havia fugido com Páris. A esposa de Agamênon, Climnestra, por sua vez, também o trai, e arquiteta o assassinato do marido com o amante.
Em "Coéforas", Orestes e Electra, filhos de Agamêmnon, vingam sua morte, matando a mãe e seu amante. A ira de Climnestra é materilizada nas Fúrias, vistas somente por Orestes, são as responsáveis por sua loucura em "Eumênides". Ainda na última peça, Orestes é julgado pelo seu crime pela Deusa Atenas que proclama que o tribunal – o primeiro a julgar um crime de homicídio – fica instituído para sempre.

"Trata-se de uma excelente oportunidade para entender o fascínio que esses textos vêm exercendo sobre os homens e todas as épocas. A série distingue-se por ser a primeira tradução direta do grego ático, no Brasil, do conjunto das principais tragédias gregas."
Jornal do Brasil

PESQUISE NO CONTEÚDO DOS LIVROS
powered by Google
ZAHAR    rua Marquês de São Vicente 99 – 1º andar, Gávea, Rio de Janeiro, RJ, Brasil   22451-041   Tel.: 21 2529-4750  sac@zahar.com.br  ©2007